domingo, 29 de março de 2009

O AMOR VERDADEIRO.

Você já deve ter ouvido ou lido muitas vezes a frase:

"Jesus Te Ama"

É uma frase tão usada, tão falada, tão escrita, tão divulgada...
Mas você já parou para pensar no significado dessa frase?
Ou já se perguntou:

_ Será que Jesus me ama mesmo?

Estou aqui pra Te dizer que Jesus te ama, e esse amor é incondicional. Antes que você existisse, Jesus te amou. Ele te amou sendo completamente Deus e completamente homem. Jesus te ama tanto, que morreu por você!!!
Ele não morreu por você sendo "Deus"; Ele morreu por você sendo "homem" e assim sofreu por você, suportou por você, morreu a sua morte para que por intermédio Dele, somente Dele você pudesse viver eternamente livre do pecado e da injustiça desse mundo. Ele morreu e ressuscitou por você!!

O amor de Jesus por você, é um amor tão grande, mas tão grande, que a Bíblia - que é a Palavra de Deus - diz que esse amor excede todo entendimento. Por isso não creio que alguém tenha conseguido apresentar uma resposta que seja, no mínimo, satisfatória, a esta pergunta. Tentar entender as razões que levam Jesus a me amar é uma questão indecifrável, porém um sentimento é perfeitamente perceptível:


“o Teu amor me constrange”
( II Coríntios 5:14 )



Por que Jesus me ama?


Eu não posso explicar, pois sou tão inconstante e freqüentemente me encontro nos labirintos das incertezas. Ainda sim Ele aparece como “lâmpada para meus pés” – Sl. 119:105.
Por que Jesus me ama?

Eu não posso explicar, pois sou pecador e indubitavelmente O afronto com minhas infantilidades espirituais.
Ainda sim Ele surge como Aquele que “perdoa os pecados e me purifica de toda injustiça” – I Jo. 1:9.

Por que Jesus me ama?

Eu não posso explicar, pois muitas vezes insisto em trilhar caminhos desérticos e distantes.
Ainda sim Ele se revela com a promessa de “derramar águas sobre o sedento, e correntes sobre a terra seca” – Is. 44:03.

Por que Jesus me ama?

Eu não posso explicar, pois às vezes no meu intimo quero lutar e desembainhar a espada da ignorância contra meu próximo. Ainda sim Ele me aconselha: “não por força nem poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” – Zc. 4:6.

Por que Jesus me ama?

Eu não posso explicar, pois de vez enquanto me perco na onda da tristeza e me deixo levar até as profundezas da fraqueza intrínseca à minha existência.
Ainda sim sou confrontado, pois “nem altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura me separará do amor de Deus, que está em Cristo Jesus” – Rm. 8:39.

Por que Jesus me ama?

Eu não posso explicar, pois mesmo quando subo no palco da vida e escuto os aplausos das multidões, às vezes, parece que está tudo errado.
Ainda sim Ele me instrui a perceber que “o coração do homem propõem o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos” Pv. 16:9.

Nunca saberei porque Jesus ainda insiste em me amar, porém viverei tentando ser a manifestação deste amor tão incompreensível e desafiadoramente constrangedor.
Ser amado deve refletir em atitudes de amor.


De fato, a mensagem da morte de Cristo na cruz é loucura para os que estão se perdendo; mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.
(1 Coríntios 1:18)

Os judeus pedem milagres como prova, e os não-judeus procuram a sabedoria. Mas nós anunciamos o Cristo crucificado - uma mensagem que para os judeus é ofensa e para os não-judeus é loucura. Mas para aqueles que Deus tem chamado, tanto judeus como não-judeus, Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus. Pois aquilo que parece ser a loucura de Deus é mais sábio do que a sabedoria humana, e aquilo que parece ser fraqueza de Deus é mais forte do que a força humana.

( 1 Coríntios 1: 22 - 15 )








Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails